terça-feira, 29 de janeiro de 2008

A história de nós dois

Tava postando aqui no blog as datas importantes do meu namoro com o Gil e conclui que nunca contei por aqui a história de nós dois - fatos muito importantes que nos trouxeram até aqui. Para aqueles que não sabem (os amigos, com certeza, já estão de saco cheio desse blá blá blá) segue um pouquinho do que somos eu e o Gil.

Nós nos conhecemos por volta de 2001. Não sei bem ao certo quando, mas foi em uma época muito legal da minha vida, onde estava fazendo vários amigos e o Gil fazia parte dessa turma. Eu namorava um colega dele, então é evidente que de início não rolou nada. Nos vimos algumas vezes apenas, pois naquela época ele tava prestando vestibular, então quase não tinha tempo de ficar na rua.

O tempo passou, eu terminei meu namoro e fiquei totalmente sozinha um bom tempo. Não via o Gil há pelo menos 1 ano quando nos encontramos por acaso em uma festa. Eu tinha ido cheia de expectativa para a festa, pretendendo beijar muito, mas fiquei decepcionada, pois só tinha pirralho. Nessa hora, olho para o horizonte de dou de cara com aquele louro de 1,90m e cabelos compridos. Nunca gostei de cabelão, mas entre isso e os pirralhos, preferi o cabelo. Tracei uma linha reta e corri para o que eu imaginei que seria o abraço.

A gente se cumprimentou, conversamos um pouco enquanto eu jogava todo o meu charme. Na hora do bote o menino me pede um tempo e volta uns 30 segundos depois com uma morena do tamanho dele e solta a pérola "Gabi, deixa eu te apresentar. Essa aqui é a minha namorada". Conclusão: noite perdida!!!

Pois bem, esse seria o final perfeito para um relacionamento que nem tinha começado se eu não tivesse cismado com o Gil. Uns 4 meses depois acordei um belo dia e disse pra mim mesma que iria ficar com ele. Liguei para uma meia dúzia de amigos e consegui o telefone do gato. É evidente que fiquei um tempão tentando me identificar, mas quando ficou claro quem eu era, o papo foi ótimo. Marcamos de nos encontrar.

Esse primeiro encontro foi meio chatinho, mas marcamos o próximo, onde rolou nosso primeiro beijo. Decidimos, meio que por livre e expontânea pressão, ficarmos juntos. Nenhum dos dois queria namorar, mas nos demos tão bem... Só para constar, eu tinha 17 e ele 23 anos nessa época.

Passamos por muita coisa nesses 6 anos de namoro, mas acredito que desde uns 2 anos a gente já sabia que ia acabar casando. Os amigos sempre disseram isso e era bem verdade. É verdade também que enfrentamos crises (principalmente aquela famosa dos 3 anos), mas no fundo a gente sempre se amou, então conseguiu passar por tudo isso.

No ano de 2007 nosso relacionamento tava entrando em crise de novo. Acho que é aquela fase em que o relógio biológico diz que você tem que casar, que o namoro tá ficando longo demais, sem ir para lugar algum. Antes de deixar o amor minar, resolvemos ficar noivos. Foi uma época muito turbulenta nas nossas vidas, então não teve nada de festa, pedido oficial ou coisas do gênero. Fomos apenas nós dois, deitados na cama, conversando antes de dormir. Também não teve nada de surpresa, pois tínhamos escolhido as alianças juntos (afinal, vamos usar para o resto da vida.. tinha que haver consenso em relação ao modelo).

Hoje estamos aqui contando os dias para o casório. Essa é com certeza a pior fase de todo nosso relacionamento. Temos várias brigas ridículas, coisas de obra, stress de noiva, indefinição do noivo, enfim, vivemos dizendo que vamos ter que nos apaixonar de novo, mas no fundo é tudo implicância, pois somos simplesmente loucos um pelo outro.

6 comentários:

Vanessa disse...

Oi tudo bem?
Vi seu blog atrav�s do da minha �dola noiva neur�tica e vi que est� prestes a casar!
Parab�ns e um super 2008 pra vc t�?
Desculpe, estou meio cegueta, mas acho que num vi teu nome no blog, qual �?
Meu nome � Vanessa e me caso em 10/05/2008.
To escrevendo tb pra deixar um coment�rio sobre tua lista de m�sica. Fiquei emocionada s� de ler as m�sicas viu? rs. Todas conhecidas, lindas de morrer e vc teve um �timo gosto na escolha delas, assim como teve para os convites e as coisinhas que andou agilizando j�.
Deixo convite pra visitar o bloguinho dessa que vos escreve.
beijos da Vanessa

Ana Clara Flores disse...

que pessoa determinada que voce é hein?! hehehehe
fase do noivado é mesmo a mais complicada, nao diria pior!
beijos

Suelen disse...

Oi..achei o seu blog no blog da Fê, por acaso vc é do ES....vi vc falando de vila velha,é a primeira vez que vejo uma noivinha da terra, eu tbm sou do ES, mas precisamente de cariacica...rsrsrs....vou te add, passa lá no meu blog..bjaum.

Laura disse...

Menina... Eu também estou impressionada com a nossa semelhança! Esse seu texto mexeu comigo, pois nosso noivado também aconteceu no nosso pior momento. Tínhamos acabado o namoro e seis meses depois ele começou a insistir pra voltar e eu sem querer até que cedi e logo em seguida ele aprontou a surpresa. Não escolhi as alianças, mas se tivesse escolhido seria a mesma! E hj vivo tb angustiada com nossas brigas e desentendimentos. Agora mesmo acabei de brigar com ele por telefone! hehehehe
Bom saber que isso é comum...

Noivinha Pâm disse...

Amiga, comigo aconteceu mais ou menos a mesma coisa, ano passado entramos numa crise dessas...era realmente o momento de dar um passo a mais na relação... e também ficamos noivos... Agora estamos entre tapas e beijos...haha...sonhando, curtindo demais essa fase, nos amando muitooo mas tb muitas briguinhas bobas por teimosia na hora de decoração do apt... coisas do casório...etc...etc...

Beijos

Dedinhos Nervosos disse...

Bem, pelo jeito eu sou a única leitora solteira. É bom que já vou me inteirando do assunto hahaha Eu já conhecia essa história e sempre me encantei com ela. É isso aí, gatcha. Quando os sinos tocam primeiro em nossas cabeças, é pq vão ressonar em outr lugar. No seu caso, numa linda cerimônia que já está prestes a chegar. Bjos enormes.