terça-feira, 10 de março de 2009

Post Extraordinário - aniversário de casamento

Ei meninas... voltei temporariamente em um post extraordinário para contar do dia de ontem: o meu primeiro aniversário de casamento!!!

Na verdade, não quero falar da data em si, mas do que representa esse dia como um todo. Nesse último ano eu aprendi muito sobre mim e, principalmente, muito sobre o homem com quem escolhi passar o resto da vida.

Não é tão fácil quanto parece e nem tão difícil quanto dizem estar casada. Os primeiros meses são puro perrengue. É entender como a outra pessoa funciona quando acorda 7 dias seguidos em uma semana ao seu lado. É ouvir mais do que falar para conseguir entender o que você mesma está sentindo durante aquela discussão. É abrir mão de muita coisa em prol da outra pessoa. Em contrapartida, é ver que ela faz tudo isso por você também.

Estar casada é, principalmente, compreensão! Não dá, de forma alguma para ser inflexível. Não é a mesma coisa que brigar com mãe. Nossas mães nos perdoam sempre, independente do que fazemos. Com marido é diferente. Ele fica com raiva, saí batendo a porta e pode não voltar.

Ser esposa é ter responsabilidade. Por mais que ajude em tudo, marido é igual a criaça. Ele senta, espera a comida, entra no banho sem toalha, deita em cima de tudo que tá na cama, serve suco só pra ele e por aí vai. Acreditem em mim, se você não resolver ele também não vai atrás... e olha que meu maridão é um doce, me ajuda em tudo, mas mesmo assim não deixou de ser homem. Assim como a gente gosta de assistir novela, os homens são folgados. Faz parte da natureza deles, então só nos resta acostumar.

De uma forma geral, estar casada nesses últimos 365 dias me fez uma pessoa diferente. Deixei de ser menina para virar mulher. Controlo a casa, cuido das roupas, sou dona da cozinha, tiro o lixo, ou seja, coisas que nunca fiz na casa da minha mãe. É outro mundo, com outras dificuldades e outros prazeres também.

Dormir juntinho, não ter que ir embora, ter um ombro amigo sempre, dividir as dívidas, as preocupações, as alegrias, as conquistas, conversar muito, beijar muito, dividir planos, enfim, essas tantas coisas compensam as responsabilidades. É preciso cativar o amor, senão ele vai embora em qualquer relacionamento, principalmente naqueles que convivem demais, como em um casamento.

Resumindo, esse um ano representou muito para mim. Amo o meu marido cada dia mais, ou seja, 365 vezes mais do que no post que coloquei aqui no dia que saí para me casar com ele. Sou hoje muito feliz e realizada, pois sei que fiz a escolha certa.

Espero que todas vocês, que ainda passam por aqui para descobrir o que é esse sonho chamado casamento, possam sentir isso também um dia.

2 comentários:

Jéssica disse...

Oi Gaby!!! Nao estou achando atualizaçoes recentes suas,mais gostaia que soubesse que esta me ajudando muitissimo.Pois me caso daqui a 4 meses e estou desesperada,pois vou ter que organizar tudo,entao estou me indentificando muito com seu blog!!!!
e torço pra que vc volte...bjo e felicidades

Gaby disse...

Ei Jéssica... que bom que encontrou o blog e está se sentindo ajudada por aqui. Quando fiz esse espaço foi realmente a ajuda de todas o que eu buscava, então estar fazendo isso por alguém me deixa mega feliz. Hoje em dia eu já não atualizo mais esse blog, pois já me casei há 4 anos e mudei minhas histórias para outro lugar: o www.ahistoriadagaby.blogspot.com
Sempre que quiser você é muito bem vinda por lá e poderemos bater mais papos sobre casório, pois ainda sou fascinada por essa área.
Boa sorte no seu dia e te aguardo no outro blog. Abraços Gaby